10 elementos do seu carro que deve mudar de forma periódica

Cuidar do seu carro passa por substituir alguns componentes a cada certo tempo. Para além da mudança do óleo e dos pneus, existem outros elementos que deve mudar de forma periódica a partir de certos quilómetros. Confira a lista:

- Filtros do habitáculo: devem mudar-se a cada 15.000 km ou, pelo menos, uma vez por ano. Se não o fizer, o sistema de climatização do seu veículo poderá trabalhar de forma forçada e aumentará a possibilidade de sofrer avarias.

- Filtros de motor: deve-se respeitar sempre a quilometragem recomendada pelo fabricante. É necessário fazer uma revisão do filtro de ar a cada 10.000 km e substituí-lo a cada 20.000; mudar o filtro do óleo de cada vez que se realize uma mudança no lubrificante; em motores diesel, deve-se substituir o filtro de combustível a cada dois anos ou 40.000 km. Em motor de gasolina, cada dois anos ou 60.000 km.

- Ar condicionado: este sistema requer uma revisão a cada dois anos na sua oficina de confiança para prevenir avarias complexas e dispendiosas. Se o fizer, poderá aumentar a sua vida útil e assim prevenir a perda de refrigerante.

- Iluminação: deve fazer uma revisão do seu estado antes de cada viagem longa. No entanto, convém mudar as lâmpadas a cada 50.000 km ou cada dois anos. Algumas têm uma vida útil maior e recomenda-se mudá-las a cada 100.000 km.

- Velas de ignição: a sua vida útil depende das suas características, do tipo de combustível e das condições de condução. Desta forma, as velas de ignição suportam entre 30.000 e 60.000 km antes de serem substituídas.

- Travões: os discos e as pastilhas de travão não apresentam um número exato de quilómetros, já que a sua substituição dependerá em grande medida do veículo e da sua forma de condução. No entanto, convém controlar o desgaste de ambos elementos a cada 20.000 km, tendo em conta que as pastilhas da frente se desgastam ao dobro da velocidade das traseiras. Se o seu carro tem travões no tambor, deve ter em conta que a duração média de um kit de travões traseiros é de 80.000 km e se recomenda uma revisão a cada 30.000 km.

- Amortecedores: devem-se substituir sempre por completo ou por eixos, ou seja, de dois em dois. Trata-se de uma operação que convém realizar entre os 65.000 e os 90.000 km, dependendo da utilização que se fizer do veículo, além de fazer uma revisão a cada 20.000 km. Em qualquer caso, nunca deve perdê-los de vista, bem como os pneus, devido à sua repercussão na direção do veículo.

- Bateria: a sua vida útil aproximada encontra-se à volta dos quatro ou cinco anos. No entanto, pode variar dependendo da condução, do número de arranques e da marca da bateria. Ainda assim, deve prestar atenção ao estado dos sensores e componentes que contribuem para o correto funcionamento do motor.

- Correia de distribuição: deve-se substituir entre os 100.000 e os 120.000 km para evitar avarias graves no motor.

- Escovas limpa para-brisas: uma vez por ano deve substituí-las para garantir que funcionam de forma eficaz quando as necessite. A sua visibilidade depende disso.

Vulco é o médico do seu veículo. Encontre aqui a sua oficina de confiança.

Fonte: Elige calidad, elige confianza


Pesquisa

Categorias

Arquivo

Etiquetas