O seu carro não arranca? Pense bem antes de o empurrar

Alguma vez viu alguém a empurrar um carro que não arranca? Já participou nesta forma de pôr um veículo a andar? Arrancar com recurso a empurrões ao veículo é uma prática que, no passado, era muito útil, mas que agora já não é tanto. Na verdade, pode mesmo danificar os carros atuais.

Com esta técnica, ao atingir a velocidade desejada depois de empurrar o carro, coloca-se a segunda velocidade e solta-se a embraiagem rapidamente para obrigar o motor a rodar e arrancar. Nos carros que já têm bastantes anos, esta prática não constitui necessariamente um problema, mas nos automóveis mais recentes podemos causar uma avaria grave.

Com efeito, o catalizador do veículo pode ficar danificado se arrancar com recurso ao empurrão. O motivo tem a ver com a chegada de combustível que não é queimado. Caso o tubo de escape esteja quente, esse combustível vai queimar-se e poderia causar uma avaria grave. Se estiver frio, poderia causar problemas no funcionamento no futuro. Trata-se de um componente caro, cuja substituição é bastante dispendiosa.

Por esse motivo, se o seu carro tiver um catalizador, deve pensar duas vezes antes de forçar o seu arranque desta forma. Desmontar a bateria e levá-la à sua oficina de confiança para que lhe digam se deve mudá-la ou chamar os serviços de assistência na estrada são melhores opções nestes casos, bem como tentar utilizar pinças para arrancar.

Vulco é o médico do seu veículo. Encontre aqui a sua oficina de confiança.

 


Pesquisa

Categorias

Arquivo

Etiquetas