Detalhes dos pneus que deve vigiar ao voltar a conduzir

O seu carro esteve parado durante um bom período de tempo e quer voltar a circular com ele? Já sabe que deve verificar alguns elementos. Os pneus requerem especial atenção, pois podem ter sido afetados pela inatividade.

Há alguns detalhes importantes relacionados com os pneus que podem passar-lhe despercebidos. A Goodyear destaca alguns deles, que deve ter em conta antes de voltar a circular. A pressão do ar, a profundidade da banda de rodagem e o estado geral dos pneus são os três aspetos chave que deve vigiar para manter o veículo em bom estado. Mas não são os únicos:

- Pneus planos: o ideal teria sido manter o veículo elevado durante o longo período de inatividade para evitar que os pneus suportem peso excessivo. No entanto, esta fórmula é pouco habitual para a maioria dos condutores. Além disso, é um aspeto especialmente crítico em veículos de peso elevado como os SUV, híbridos ou elétricos.

A não utilização do veículo pode provocar os pneus planos, também conhecidos como “flat spot”. Surgem na banda de rodagem e podem desequilibrar a roda, fazendo com que a direção vibre e afetando a condução. Para evitar este problema, sempre que possível, o veículo deve mover o veículo de lugar de vez em quando.

Se os pneus tiverem sido cuidados de forma adequada durante a imobilização prolongada, com movimentos de forma regular, este problema desaparece depois de cerca de 40 quilómetros de condução.

- Profundidade da banda de rodagem: a lei exige que a profundidade legal mínima da banda de rodagem seja de 1,6 mm. Assim, deverá verificar que os pneus do seu veículo cumprem esta exigência.

- Pressão dos pneus: mesmo quando o seu veículo está fora da estrada, deve prestar especial atenção à pressão dos pneus. Para os manter sempre no melhor estado, deve enchê-los de forma regular, utilizando como medida a pressão máxima recomendada pelo fabricante.

Para levar a cabo estas verificações e ajustá-las, deve usar um medidor de pressão preciso, prestando atenção à necessidade de ajustar entre cargas pesadas e leves.

Ao verificar a pressão, também deve assegurar-se de que o pneu não tenha deformações, fendas ou objetos alojados na banda de rodagem. Se vir algum, deve ir à sua oficina de confiança para que façam uma revisão.

- Condições atmosféricas: o ambiente no qual o carro esteve estacionado também pode ter influencia no rendimento dos pneus, já que o composto de borracha se vê afetado pela temperatura.

A superfície sobre a qual o veículo está estacionado deve ser firme, nivelada razoavelmente, bem drenada e limpa. Os pneus não devem enfrentar temperaturas extremadamente altas ou baixas durante um período de tempo longo.

Além de todas estas recomendações, é aconselhável visitar a sua oficina de confiança para que todos estes aspetos sejam inspecionados.

Vulco é o médico do seu veículo. Encontre aqui a sua oficina Vulco mais próxima.

 

 


Pesquisa

Categorias

Arquivo

Etiquetas